Sábado, 13 de Setembro de 2008

SONIC TEMPLE (1989)

Resenha: Flávio

Revisão e Arte: Rodrigo

 

 

  Em 1988, após o cancelamento de parte da ELECTRIC TOUR, o Cult passa por um "hiato" para que Ian Astbury se recupere do stress, abuso de drogas e álcool que quase tinha posto fim na estada da banda. No fim deste mesmo ano o  Cult faz alguns shows na Califórnia, após terem demitido o baixista Kid Chaos e o baterista Les Warner (Les processou a banda logo após, conseguindo ganhar 300.000 dólares).

 

Jamie Stewart, Billy Duffy, Ian Astbury e Matt Sorum

 

  Com Jamie Stewart de volta ao baixo e o californiano de origem norueguesa Matt Sorum na bateria eles realizam alguns shows cheio de covers e algumas versões demo de músicas que viriam a ser gravadas no mais bem sucedido album da banda comercialmente: SONIC TEMPLE. Curiosamente Ian usava "tranças rastafári" no cabelo durante essa fase.

 

 

  Letras sobre uma "mulher de fogo" que eles conheceram durante um encontro hippie.Homenagem à EDIE do filme CIAO MANHATTAN, e diversas músicas que estavam preparadas para o futuro disco que começou a ser gravado no fim daquele ano de 1988 no Canadá.

 

 

  BOB ROCK, baladíssimo produtor e músico manifesta interesse em produzir o disco e todos vão para o seu estúdio particular em terras canadenses.

 

  BOB ROCK

 

  Astbury não queria que Matt Sorum, tão inesperiente em estúdio naquela época, gravasse o disco e Eric Singer (ex-KISS, SABBATH, ALICE COOPER e BADLANDS) foi recrutado, juntamente com Cris Taylor, baterista de Bob Rock. E ambos gravaram uma versão demo de SONIC TEMPLE. A versão de Eric era mais crua e cheia de músicas que não foram inclusas no disco. Os teclados ficaram por conta de John Webster e de Jamie Stewart (que faz uma belíssima introdução em SWEET SOUL SISTER com um órgão HAMMOND, muito utilizado em igrejas).

 

                Cris Taylor

                                                                                Eric Singer

 

John Webster (teclados)

 

 

 

  Mas como o Cult queria que o disco fosse perfeito, com uma linha de bateria com mais "pegada", eles resolvem convidar o maior baterista canadense de estúdio: Mickey Curry (baterista e parceiro do rei pop canadense Bryan Adams).

 

 

Mickey Curry (gravações em Sonic Temple)

 

  A lenda do rock Iggy Pop faz um dueto cavernoso com Ian Astbury na música "New York City".

 

Iggy Pop em '89

 

  As letras do disco em parte foram inspiradas em 87 quando a banda desembarcou em NY CITY pra gravar  ELECTRIC e ficaram hospedados no lendário CHELSEA HOTEL (um costume de todos os rock stars ingleses é ficarem hospedados no mesmo). Esse hotel já foi homenageado por STEVE JONES no disco FIRE AND GASOLINE  que IAN ASTBURY produziu e participou após o SONIC TEMPLE.

  Na capa de SONIC TEMPLE cores fortes e o destaque para BILLY DUFFY empunhando uma LES PAUL que se tornou um classico na vida do Cult, uma das capas mais "rock n 'roll " da década de 80. O disco é incrivelmente poderoso, um Cult amadurecido com a psicodelia e as melodias de LOVE e o peso de ELECTRIC; mas sem a crueza do mesmo.

 

 

 

  Uma banda com nuances de DEEP PURPLE e excessos de LED ZEPPELIN. Algumas músicas beiram o plágio do Zeppelin como SOUL ASYLUM, que se chamava CASHMER na versão demo. A bônus "Medicine Train" e a bluseira "Automatic Blues" soam mesmo como "Led".

  O disco é recheado de hits, músicas complexas e ao mesmo tempo belas e cheias de peso e clima. A guitarra de Billy beira a perfeição, JAMIE STEWART como um juiz mantém o equilíbrio perfeito do som dando uma aula de baixo. Sem dúvida nenhuma o maior disco da banda de toda carreira, apesar da crítica e parte dos fãs considerarem LOVE, muitos acham SONIC TEMPLE de longe o melhor. A banda deitando sob os louros da fama e da fortuna, lança uma série de singles e versões diferentes das músicas de Sonic Temple, algumas como lado B.

  BLEEDING HEART GRAFITTI que é uma balada prima irmã de EDIE CIAO BABY, Astbury usa sua esposa na época RENNE BEACH pra fazer o papel de Edie no vídeo da mesma gravada em New Yorke City.
 
 
 
Ian nos bastidores da gravação do clip de "Edie" Ciao Baby
 

  Durante a gravação de SONIC TEMPLE, Billy Duffy escuta um som  parecido com LED ZEPPELIN vindo do estúdio ao lado, foi lá conferir. Que som era aquele tão parecido com o LED ZEPPELIN ?

Se deparou com KINGDOM COME que também gravava um disco com BOB ROCK no mesmo estúdio; na época o KINGDOM COME foi considerado a banda que mais imitava o Zeppelin no mundo; a banda acertou que o KINGDOM COME abriria os shows do Cult; e 2 anos depois o Cult teria o baterista dessa banda:  JAMES KOTTACK, que hoje fatura milhões no SCORPIONS.
  Com o disco pronto a banda lança 3 singles; FIRE WOMAN - EDIE e SWEET SOUL SISTER com várias versões e capas diferentes. A banda sai em TOUR com MARK TAYLOR (The Alarm e Armored Saint) nos teclados e MATT SORUM de volta à bateria.
 
Mark Taylor - teclados na 1ª parte da tour
 
 
  LARS ULSRICH do Metallica se declara fanático por LOVE e convida o Cult pra abrir os shows de sua banda.
 
Slash (Guns 'N Roses), James Hetfield, Lars Ulrich e Jason Newsted (Metallica), Ian Astbury (The Cult) e Kirk Hammett (Metallica) - "parcerias explosivas".
 
 
   A banda excursiona pelo mundo e aos poucos vai se tornando a banda de rock mais famosa do momento, em uma época que o mercado de rock nos E.U.A estava em sua melhor fase. Conquistam o PRIMEIRO LUGAR NA PARADA HEAVY AMERICANA, na frente de (Guns 'N Roses, Metallica, Bon Jovi, Ozzy, Bryan Adams e Sid Row) e durante o Grammy Awards do ano, o Cult é visto na TV em todo mundo por mais de 1 bilhão de pessoas, FIRE WOMAN é o hit mais tocados das rádios nos EUA.
 
 
 
 
  

 
 
 
  SONIC TEMPLE é um sucesso em todo mundo inclusive no Brasil. A banda vende só nos EUA mais de 3 milhões de discos e ao redor de 10 milhões em todo o mundo.
 
 
  JOHN SINCLAIR (Ozzy Ousbourne - Uriah Heep] assume os teclados. A banda marca um show no Brasil abrindo pro METALLICA que é anunciado no JORNAL NACIONAL, mas infelizmente o show é cancelado e a banda adia pela segunda vez sua estréia no país.
 
John Sinclar (teclados na segunda parte da tour)
 
 
                                                                                          
 
 
  A turnê de SONIC TEMPLE foi marcada por shows memoráveis e também por muitas situações inusitadas, como quebra de instrumentos (a bateria de Sorum era constantemente escolhida), superlotação de mulheres e bebidas no Backstage (Principalmente nos "Dressing Rooms"). Em alguns concertos Ian se encontrava freqüentemente alcoolizado e às vezes esquecia algumas letras, ao mesmo tempo  que realizava performances perfeitas e sempre acompanhadas do delírio dos fãs.
 
 
 

  Após uma longa e desgastante tour, ASTBURY tem a trágica notícia durante um show do Cult em Atlanta da morte de seu pai num acidente automobilístico. Meses depois a banda anuncia seu fim mesmo estando no período mais famoso de toda sua carreira. Astbury que não valorizava em nada seus músicos de apoio (colocava JOHN SINCLAIR em alguns shows atrás do palco para não aparecer por exemplo), perde de uma só vez seu baterista MATT SORUM (que foi ´´assediado´´ pela banda que se tornaria  a maior do mundo na época: os GUNS N" ROSES), e  JAMIE STEWART  (que resolve sair já que ele não podia compor e muito menos opinar); ele segue em uma "escondida" carreira solo, e passa a produzir outras bandas.

 
  
 

 


publicado por Rodrigo às 23:36
link do post | comentar | favorito


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com

Pesquisar Neste Blog

 

Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Posts Recentes

THE CULT (1994)

PURE CULT (1993)

CEREMONY (1991)

SONIC TEMPLE (1989)

ELECTRIC (1987)

LOVE (1985)

LIVE AT LYCEUM (1984)

DREAMTIME (1984)

BROTHERS GRIMM/GHOST DANC...

ENTREVISTA - BILLY DUFFY

LETRAS - Parte 5

LETRAS - Parte 4

LETRAS - Parte 3

LETRAS - Parte 2

LETRAS - Parte 1

SINGLES (1983-2008)

BIOGRAFIA - Parte 2

BIOGRAFIA - Parte 1

Arquivos

Junho 2009

Maio 2009

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Julho 2007

Links

Mais Sobre Nós

blogs SAPO

subscrever feeds